10 março, 2009

Só pra ti (e para o mundo saber)

Vinícius Reis / PMPA


Deixa-me pelo menos uma vez acertar teu nome
em nome do amor, podemos concordar uma vez.
Deixa-me ser teu par nesta contradança fugaz
poder envolver-te num abraço que não é abraço
mas um volteio, volta e meia, meia volta e passo.
Deixa eu te beijar, eu poder te acariciar mais
ser mai veloz que o vento para contigo estar
ser mais eterno que o tempo, que não há,
ser a teu lado, de mão dada, um companheiro
andar contigo enquanto pudermos andar
deixa, vai... não faz de conta que sim, sim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário no post. Seu retorno ajuda a melhorar a qualidade do meu trabalho.
Se você não é inscrito no blogger, clique em anônimo e deixe um nome ou endereço para contato.

Twitter Updates

    follow me on Twitter